“Para onde vão as pessoas que, deliberadamente, se despedem das suas famílias para recomeçarem as suas vidas em sítios distantes?”A ideia de responder à questão usando o teatro surgiu depois de Miguel Falabella ter lido um relatório da Cruz Vermelha que dizia que havia mais pessoas a desaparecerem do que a morrerem em catástrofes naturais. A partir desta conclusão, Joaquim Monchique veste a pele do Professor Adamastor, um esotérico sensível que vai tentar saber quem são e onde param os desaparecidos. Monchique divide-se ainda noutras 15 personagens que vão ganhando vida própria.

Não estava com grandes expectativas, mas foi uma agradável surpresa. Não consegui conter as gargalhadas. E o Joaquim Monchique consegue, através do improviso e do sentido de humor, segurar um monólogo de duas horas. Muito bom.

p.s: os fenómenos paranormais começaram logo durante o jantar…

Anúncios